Contate-nos:

 

Se desejar, escreva também para o email:

pib.santateresa@gmail.com

 

Postagens no Facebook:

Aparência

Não creio na santidade superficial que condena a todos, torna objetos e posturas sacras e traz em si culpa para todos. Não creio na vida de aparência santa, mas coração sujo. Não creio também no liberalismo. Não creio numa fé subjetiva a ponto de não haver parâmetros de vida. Não creio na falta de princípios éticos, morais e sociais.

Creio numa pessoa. Jesus Cristo. Aquele que encarnou para comunicar Deus. Aquele que saiu da sua “forma” (Filipenses 2), para comunicar um Deus Real. Jesus não prendeu numa forma, mas não foi subjetivo. Jesus não veio abolir as regras, mas veio aplicar seu verdadeiro significado (Mt. 5:17). Jesus estabeleceu um Reino (Mateus 3:2).

Se Ele veio com o propósito de mostrar o Pai (Jo. 1:18), porém não comunicou princípios, na verdade, sua tentativa de comunicação falhou ou afirmamos que o Deus revelado é vazio de princípios. Se detivermos Deus dentro de poucas regras eclesiásticas, finalizamos Ele na nossa experiência de vida. O farisaísmo e o liberalismo esvaziam Deus de significado e grandeza.

Prefiro crer que a falha na comunicação está no receptor. Talvez pela nossa sujeição ao pecado, seja para nós muito difícil entender a santidade. Talvez pela limitação do nosso ser (corpo, mente e espírito), seja muito difícil compreender a visão divina da vida. Entender o espírito da Palavra é o nosso objetivo, porque assim conheceremos o coração do nosso Deus.

Nem legalismo, nem liberalismo. Quero conhecer a Jesus. Quero entender seu coração, sua mente, suas decisões e atitudes. Quero parecer com Ele. Quero amar como Ele. Quero caminhar. Quero ajustar o passo. Num processo contínuo e ininterrupto, curtindo as alegrias e dificuldades, vivendo sob Sua Palavra, aprendendo em cada passo. Isso é muito melhor do que decorar poucas regras, e muito melhor do que não ter objetivos!

Pr. André Ferreira
... See MoreSee Less

Aconteceu no Face

Plantando

Há um tempo atrás comecei a plantar algumas coisas de forma amadora. Alecrim, alface, beterraba, couve, limão, etc. Juntei alguns poucos conhecimentos com alguns conselhos. Algumas coisas brotaram, outras morreram.

Minha vida mudou bastante e acabei doando o trabalho agrícola para minha mãe. Ela continuou regando, adubando e cuidando das plantas. Algumas morreram pelo caminho, mas outras se fortalecem e crescem a cada dia.

A Bíblia nos conta uma parábola que inicia dizendo: “o semeador saiu para semear...”. Era seu ofício, sua missão. Sabemos que suas sementes caem em terrenos impróprios e próprios para o cultivo. Algumas plantas não crescem, outras crescem e morrem, outras frutificam.

Não sabemos a distância dos tipos de solo. Não sabemos o quanto custou o semeador insistir em achar um solo apropriado, mas o fato é que ele continuou plantando. Não é atoa que a melhor tradução para o “IDE” seria “INDO”. Uma ideia de continuidade - “Indo por todo o mundo...”.

Minha mãe continua plantando e vê suas folhas crescerem. Noé continuou construindo apesar das vozes contrárias. O semeador continuou plantando e encontrou solo apropriado. Jesus comissionou seus discípulos a continuarem indo.

Continue plantando. Estude, trabalhe, ame, ore, busque, abrace, etc. Talvez seus primeiros atos sejam somente pra preparar a terra ou mesmo para amadurecer quem está semeando. Em breve, colherá frutos do seu esforço.
... See MoreSee Less

Aconteceu no Face

Hoje tem Encontro das Déboras (19h30). Venha orar pelos seus filhos biológicos, adotivos e espirituais.

PIBST | Rua Almirante Alexandrino, 400 - Largo dos Guimarães, Santa Teresa
... See MoreSee Less

Aconteceu no Face

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *