O cubo mágico

“Estou certo de que aquele que começou boa obra em vocês há de completá-la até o Dia de Cristo Jesus.” Filipenses 1:6 NA17

Ainda me lembro da alegria que senti quando terminei a última matéria na Universidade. A sensação de um desafio superado, de uma etapa concluída. Uma baita alegria! O sorriso agarrado no rosto, a sensação de vitória, sem espaço para o medo quanto aos desafios que vierem pela frente. É como se estivéssemos comemorando o gol aos 46 minutos do segundo tempo do nosso time do coração e na final do campeonato. Você já sentiu a alegria por ter terminado algo que tenha exigido muito de você?

Ao longo da vida experimentamos esta sensação mais de uma vez, em maior ou menor intensidade, dependendo o quanto você investiu no projeto. A cada projeto concluído, seja a pintura de uma simples parede, seja a conclusão de um doutorado, temos a oportunidade de olhar para trás e ver o quanto valeu à pena. Talvez seja por isso que em regra o discurso que ouvimos nas formaturas começa lembrando de todo o esforço realizado e termina exaltando a alegria em estar naquele momento.

Olha que coisa linda Paulo nos ensina? Deus tem um projeto, uma obra, e este projeto está se realizando na sua vida. Da mesma forma que você investiu pesado em alguns dos seus sonhos mais queridos, o Senhor investiu pesado no projeto de, por meio de Jesus, “reconciliar consigo o mundo”. A história da humanidade foi guia na direção da Cruz e nela continua sendo escrita.

Esse investimento, que foi feito com tanto amor, com o maior amor, não cessará. Os recursos  do governo celestial, do Reino dos Céus, não se esgotam. Sua administração também é perfeita. Nela jamais encontraremos a corrupção, os privilégios e nem o descaso, pois sobre o trono Jesus está assentado. O governo lhe pertence e nele podemos confiar.

Ele continuará investindo na sua vida até o dia derradeiro, até o dia Dele. E naquele momento Ele verá o fruto de seu penoso trabalho e ficará satisfeito (Isaías 53:11). Que lindo! Jesus continuará investindo na sua vida e quando completar a sua obra, olhará para você e ficará satisfeito. Naquele dia, Ele não gritará “Gooooollllll!!!”, mas gritará, “esse é meu!”. Eu morri por ele, eu o moldei por meio de Meu Espírito. Eu o fiz parecido comigo para com ele morar.

Meu projeto nele está completo! Aleluia! Mas e você? o que você precisa fazer?

Ontem, meu filho estava montando um cubo mágico, novo, 4×4, e uma pequena peça saiu. Uma pecinha de dentro da esfera que escondida no cubo garante seus movimentos. O cubo é um projeto extraordinário. Uma esfera, com 42 peças, dentro de um cubo, com 56 peças, um pequeno universo, ajustado, sem um parafuso, salvo no alicerce da esfera, uma terceira estrutura dentro da esfera. Essa estrutura interna faz do cubo uma ilustração para nossas vidas. Dentro do cubo há uma esfera e dentro da esfera há uma cruz! Extraordinário.

Voltemos a peça que caiu. Para colocá-la no lugar todo o cubo teve que ser desmontado. Imagine a cena. Uma cruz e outra 98 peças espalhadas pela mesa.

A montagem  começa pela cruz. E a partir dela, a esfera é montada peça a peça. Após, o cubo é montado por cima da esfera. Tudo com muita atenção e paciência. Uma força a mais numa das pecinhas e bum!

98 peças e uma cruz na mesa outra vez!

Nessa hora, numa família grande como a minha, vem sempre alguém, curioso, querendo ajudar. Mas não dá, as peças são pequenas, ajustadas com carinho, só aquele que está montando consegue perceber se está fazendo força demais na peça a ser montada.

Talvez seja esse o nosso erro no “cubo mágico” da nossa vida. Só Deus conhece o projeto, a obra. Nós somos os curiosos, até queremos, pelo menos em alguns momentos, ajudar, aí bum! Tudo na mesa espalhado de novo.

Querido de Jesus, nessa manhã faz o seguinte: não mexe no cubo não! Deixa aquele quem o fez terminar de montar. Ele vai completar a obra e no final, vendo como ficou linda dirá: Oba!

Graça e Paz!

Marcelo Alves Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *